PicMonkey Collage

Sim meu caros, eu estou vivo. Depois de me mudar pra Curitiba, tudo tem sido bem corrido. É difícil conseguir conciliar tudo e de sobra ter tempo pra escrever aqui. Sou uma pessoa que gosta muito de qualidade, prezo por isso. Então, como eu não tinha tempo de produzir, acabava deixando vocês desatualizados.

Confesso, quando ainda estava em Santa Catarina, naquela loucura de mudança e no meio de pilhas e pilhas de caixas, tudo estava bem. Eu estava animado e feliz por estar dando mais um passo para novas descobertas na minha vida. Como sempre digo: não interessa se de é cidade, estado ou até país, todo lugar que pisamos, iremos descobrir coisas incríveis, e outras nem tanto.

No último dia, eu realmente acordei feliz. Se bem que nem dormi direito. Estava ansioso. Era perto do meio dia e a empresa de mudanças entrava no apartamento para colocar tudo dentro de um caminhão rumo á um destino incerto. Parece que história de anos atrás se repetia, mas agora de uma forma totalmente diferente. Não teve sofrimento e, sim a certeza que estava dando um passo certo.

Quando a última caixa foi colocada dentro do caminhão e a última vistoria no apartamento foi feita, meu coração apertou. Talvez quem me acompanha por aqui, pensa que eu sou uma pessoa totalmente segura de si. Não é bem assim. Quando estávamos entrando no carro, minha ficha realmente caiu.

O que eu tinha pra fazer por lá, foi feito. No outro dia eu acordaria em um estado diferente com a missão de fazer a vida se reestruturar novamente.

Não foi fácil, no começo parece mil maravilhas, mas quando eu estava devidamente pronto pra começar minha rotina aqui, o medo bateu.

Estava em um lugar totalmente novo e não conhecia absolutamente nada. Parecia que tinham me jogado no meio de uma floresta sem nenhuma forma de me localizar. Me desesperei. Quis vir embora e largar os projetos que já tinha começado aqui.  Mesmo quando temos um sonho e vontade de fazer tudo aquilo que planejamos  acontecer, sair da zona de conforto ainda não é algo fácil.

Cada dia que passa eu venho adquirindo novos conhecimentos. Estamos sempre em constante aprendizado. E algo que eu aprendi durante toda essa trajetória louca que chamamos de vida é que mesmo que o medo esteja presente em nossos planos, não devemos deixa-lo impedir de ir atrás dos nossos objetivos.

E como diz um sábio: E se der medo, vai com medo mesmo!

4 Thoughts on “O medo de tentar o novo

  1. Tayane Ribeiro on 26 de abril de 2016 at 02:38 said:

    Uaaaaalll
    que mudança, nao sei se teria coragem kk’
    mas e muito importante começar algo e aprender que o diferente tambem e bom ou pode ser bom..
    muito legaal Gabriel..
    Nao suma mais kkk’

  2. É, o medo sempre nos acompanha. Eu sou muito medrosa pra tudo. Sempre largo meus projetos pela metade. O milagre foi terminar a faculdade de comunicação social. Tenho muito mais para conquista, mas com o tempo vou aprendendo a lidar com essa sombra e tudo vai clarear.
    Ótimo texto. A forma como escreve prende minha atenção. Adorei!
    Beijinhos 😙

    • gabrielmorente on 26 de abril de 2016 at 23:58 said:

      Oi Ka,
      Não podemos deixar o medo atrapalhar nossos sonhos. Você é capaz de tudo que imagina.
      Fico feliz com o carinho,

      Beijão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation